'Cantinho MaiSUm'

Archive for the ‘Comportamento’ Category

“O comportamento é definido como o conjunto de reações de um sistema dinâmico em face às iterações e realimentações propiciadas pelo meio onde está inserido.”

Salve, salve! SAudades de fofocar sobre o comportamento alheio e próprio.. Esse dom da observação me foi imposto através das traumatizantes professoras que me mandavam calar a boca durante a aula e quando eu contava a minha mãe, elas diziam que eu era um anjo.. quem entende essa falsidade.. Daí então, eu comecei a analisar a capacidade que as pessoas serem aquilo que lhes convém em determinados momentos.

Poisehhh, o homem realmente é o produto do meio. Uma mesma pessoa é capaz de mudar seu comportamento em até 10.000 vezes se for possível em uma semana..
Estudo de caso: Um indivíduo que chega a ser engraçado com sua múltipla personalidade. Ele sozinho tem pensamentos que exibem um ser inferior à todos os outros, quando chega outras pessoas ele já veste uma fantasia de “super herói”, no qual TUDO que ele faz, tudo que o cerca, tudo o que ele gosta é o que existe de melhor e as outras pessoas são ignorantes, oras se diz um sofredor por ser um ilustre pensador e não conseguir expressar suas descobertas para o resto do mundo, oras existe dentro dessa pessoa uma capacidade de desenvolvimento imensa que não existe em mais ninguém do universo. . . e muitas outras características. . .
A gente sorri, a gente comenta, elogia, escracha, chora, envaidece, têm raiva, felicidade entre outros sentimentos, conforme a situação que passamos com o nosso ambiente social. Ao longo dos posts nesse blog dá para perceber isso. . .


“A desobediência é uma virtude necessária à CRIATIVIDADE”

_____________Raul SeiXas

Em breve, mais observações desse estudo de caso. . . da vida.

BeijoS!

😉

Anúncios

“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”

_____________________________________________________________Fernando Pessoa.

A vida é assim, liiiiinda!! Quando tem que ser, apenas é, da maneira mais simples, trazendo a gostosura de ver tudo “divino e maravilhoso”. Adoro esta sensação, passear nas nuvens, sair da realidade, ou melhor, viver noutra realidade [que é o meu desejo de todos os dias] mas, sabemos que isso não é possível TODOS os dias, então, aproveito o máximos desses momentos para suprir o tempo de transit-time até o reencontro com o amor.

Para mim o amor tem que acontecer no acaso, dando vida ao novo, despertando curiosidade e interesse, trazendo assim cumplicidade, lealdade, amizade, reciprocidade. . . enfim, amando [rsrs].

Quando pessoas deslocadas em suas próprias vidas se deparam com a presença do outro, tornam-se capazes de encontrar a si mesmas. Existe situação mais perfeita? (NÃO). Então, é dessa forma completa que devemos nos sentir, pois, às vezes, só os outros podem nos mostrar o que há de melhor em nós mesmos. E dessa forma, juntos, somos nós contra todos, nosso mundo e nada mais. Do resto da vida. . . ah, essa eu vivo de segunda a sexta no trabalho, na faculdade, escola, casa, amigos, etc. . . contagiando todos com meu amor através do sorriso!!

bb_bid = “40957”;
bb_lang = “pt-BR”;
bb_keywords = “name;}echo implode(‘,’, $names); ?>”;
bb_name = “custom”;
bb_limit = “8”;
bb_format = “bbb”;


Um brinde ao adultério, à traição, à inimizade, ao desejo.

Viva a mentira!!!!

Isso é psicologia de confronto minha gente. Afinal, nós somos podres!!!!!

Quem é que não joga na cara dos outros umas boas verdades. . . [quando não joga, guarda até surgir uma tal briga para “largar o doce”], rsrs. Há quem seja sincero e “fala mesmo” a qualquer hora, mas ainda assim, sempre que pode fala mais que o necessário. É do ser humano. . o gosto pela miséria dos outros. . para se sentir melhor. . . [aff!! eu falei isso!?! :s].

É assim, utilizamos a comunicação como elo social [para nos afirmar diante da sociedade, formando grupos], através da emissão de um comportamento, seja ele corporal ou verbal. Essa jogada é resultante de uma motivação interna e de um objetivo a ser atingido pelo agente da ação no meio externo. Formando nossas redes de amizade, namoro, coleguismo de trabalho, transporte, corredores, flertes* e outros afins.

Eric Berne (1979), disse que:

Afetar intencionalmente o comportamento de outra pessoa é um objetivo nítido da comunicação e significa conseguir que a mensagem produza no receptor a conduta esperada pelo emissor. As atitudes e comportamentos são expressões dos estados de ego, componentes estruturais e dinâmicos da personalidade, e que se apresentam nas diversas situações e momentos “conduzidos” por uma das personalidades aflorada.

Dessa forma, o ambiente externo influência bastante sobre o nosso humor, possibilitando que as vezes tratemos alguém bem ou agradavelmente bem (o normal) ou mal. Essas mudanças de estado as vezes podem ser um pouco complicadas e nos colocar em cada “saia justa”. Pois, vai que acordamos de “ovo virado” e ainda tiramos o dia pra passar com Murphy (aja azar viu!)? Vai ser complicado. . . e coitado de quem passar por perto.

Ainda existe a questão que, por mais que sejamos agradáveis e educados, não são todas as ações dos nossos companheiros de grupo que concordamos não é mesmo? Então, sempre chega a hora de “explodir” o que não suportamos guardar mais. Quando influenciado por terceiros e quartos através de “disse me disse”(picuinha/ fofoca), intrigas, pode causar sérias baixarias e problemas terríveis. Mas o saudável bate boca é chamado de: Psicologia de confronto! Pois, após a lavagem de roupas sujas, todos extravasam e liberam as energias ruins, e a fluência agradável retorna.



Sabe – se que, o ser humano é fruto do meio em que vive e que é gerido por necessidades básicas que os podem motivar ou não, são elas: necessidades fisiológicas como: alimentação, sono, atividades física, satisfação sexual etc; necessidades psicológicas: como segurança íntima, participação, autoconfiança e afeição; necessidades de auto-realização: como impulso para realizar o próprio potencial, estar em contínuo auto desenvolvimento.

Dessa forma, tais confrontos podem impulsionar desmotivação para uns, enquanto, ergue a superioridade do outro. Vai entender a complexidade de entender o ser humano. . . Se está bem para um é porque com certeza vai estar ruim para o outro. Implantar a caridade na sociedade é difícil por isso. E a ideia dos anos 70, também não obteve continuidade, pois, a galera da “peace and love”, eram livres para tais situações e eram caretas para outras, como aceitar as diferenças entre eles.

POis é. . . somos podres, não entendemos nem a nossa espécie e precisamos nos confrontar o tempo todo. . . rsrsrsrs. Então, mentimos para não confrontar e ver o nosso próximo feliz. . . mas depois, quando descoberto, haja confronto! Faz parte do ciclo da vida: Confronto ¬> Brigas ¬> Paz ¬> Mentira ¬> Confronto. . . . . rsrsrs



* ô adjetivinho antigo viu!! Paquerar!

Beiiiijo!





Berne, Eric – WOOLAMS, S.; M. Manual completo de Análise Transacional. São Paulo: Cultrix, 1979.


Em clima romântico, com a semana dos namorados, de Santo Antônio (o casamenteiro) e dos solteiros revoltados, nada melhor que um clipezinho sobre o amor. É bem lindinhooo, feito por Lirinha (Cordel do Fogo Encantado), em um concurso no ano de 2006, a música é do grupo musical do próprio artista gráfico do clipe.

Amar é. .

É tudo tão lindo, tão maravilhoso, os pés nem conseguem tocar no chão, o sorriso parece não estar contente de ficar apenas na boca.. ahhh, o amor é algo tão gostoso..
E realmente, as fases vividas quando se ama alguém segue um tempo cronológico no qual, dá felicidade, dá dúvida, dor de barriga (não eh aquela que te deixa como rei/rainha, se trata daquelas sensações de friozinhoo, que também são chamadas de “Borboletas na barriga”) ..rsrs
O depois.. ahh, esse se vive para saber, cada casal constrói a sua história (o seu filme).
Do fim??? Esse será feliz! Tem fé e acredita, que dá certo!

😉

“- A gente devia ser como o pessoal do filme, poder cortar as partes chatas da vida, poder evitar os acontecimentos!
Num é?!?!”

E viva quem tem amor!

Para os solteiros revoltados, lembrem-se que, os namorados só tem um dia no ano, enquanto os solteiros tem de terças aos domingos, pois a boates não abrem nas segundas [durante o ano todooo] (E viva quem é solteiro!!!).

=P

=)

Uma pessoa consciente é uma pessoa angustiada.

Alguém bem legal me disse isso [não sei quem é o verdadeiro autor].


Uma reflexão sobre o assunto me levou a crer que, eu sou uma pessoa angustiada.
São poucas as vezes que me permito viajar e curtir com intensidade com os pés fora do chão. Pois, sempre penso bastante para não fazer besteira [o que iriam pensar a respeito?] . . . Me permitindo algumas vezes criar situações para fazer o momento ser feliz, mas, se eu tinha plena consciência do que fazia [do que queria fazer], logo, a preocupação me ocupava mais do que a própria diversão.

Mas calma, nem tudo deve ser levado tão a sério, tão à risca. Sei que posso utilizar essa consciência para coisas sérias [como já uso], problemas dos quais vivenciamos em nosso cotidiano e como cidadãos “fazemos a nossa parte”, como sei que posso também utilizar a não consciência [as vezes é claro!], para aproveitar ainda mais os bons momentos, que atraem mais bons momentos e que seja assim por quase todo o sempre, amém.

=D


Nessa semana o “The Man” [Barack Obama], tenta implantar/exercer a forma de comunicação entre poder x povo.

Ao publicar sua mensagem para milhões de pessoas, como forma de prestação de contas às decisões por ele tomadas, induzindo as pessoas a discutirem sobre a política e a participação do povo diante das decisões governamentais. Assim se tornando referência mundial [agora mais que nunca], pois abriu espaço para que a população de todo o mundo busque em seu território fazer o mesmo tipo de cobrança para os seus representantes.

Achei muito boa a iniciativa, algo já deveria ser realizado há tempos já que temos facilidade de comunicação, e para quem achava que exercer democracia era uma dificuldade aí está a prova de que quando se quer consegue. Basta agora ver se irá trazer resultados..

Chega com esse papo de que política não se discute, pois, algo que não se discute não pode ser melhorado e o que precisamos é da participação do povo para que as boas ideias [projetos governamentais que não saem do papel] sejam praticadas com mérito, trazendo uma melhor condição de vida para todos os cidadãos[nós!].

Querendo ou não esse vídeo serviu de resposta ao meu questionamento sobre o assunto, a falha está sendo coberta com essa iniciativa e cidadãos espalhados mundo a fora estão fazendo a sua parte por aííí..[Que bom! Só quero ver aqui no Brasil..rsrs].
Falta agora [nós/povo] cobrar esse nosso acompanhamento nas decisões também, e não ficar esperando as notinhas no jornal do que já foi resolvido e não podemos fazer nada a não ser ficar cada vez mais irritados com os resultados.
[Yes, We can!]rsrs..

Para ver a matéria[fonte] completa: http://www.naozero.com.br/conexao-obama. Se aparecer por lá, não esquecer de ler os comentários[se possível deixar o seu!]
=)


A situação em que nos encontramos em nosso país me fez refletir sobre a tal da democracia. Há uns meses atrás em uma conversa com uns colegas [que se dizem modernos, intelectuais e talz, que carregam em sua bagagem gostos culturais antigos e dizem não curtir muito a nova geração cultural] tivemos uma discussão na qual o assunto foi a luta pela liberdade de expressão e uso da democracia para alcançar seus direitos de cidadão. Eu me coloquei com atitude egoísta e acomodada quando disse ter herdado o paraíso pelo fato de hoje em dia o acesso a informação, a expressão, enfim à tudo é bem mais fácil que antes[por exemplo no tempo de meus pais], eles concordaram com minha posição e acrescentaram apenas o ponto de entendimento entre pais e filhos como coisa de outro mundo[ que mesmo sendo como Elis Regina falou”somos como nossos pais”, só para alguns pontos].

Ainda nessa mesma conversa, foi citado/questionado qual a preocupação e participação dos jovens na sociedade atual, pois hoje em dia não vemos nenhum manifesto/ou senão são poucos, essa acomodação dá o direito a politicagem fazer samba no congresso. Ai chegamos a conclusão da preocupação ambiental, que é algo simples de ser ajudado, mas que, mesmo sabendo as pessoas fazem questão de passar por cima do que fazer a sua parte, e chegamos a conclusão que mesmo sabendo das falhas, somos hipócritas por ver e continuar a deixar acontecer, não fazer nenhum manifesto a ponto de comover parte da população em prol dessa conquista, pois temos facilidades, só não sabemos fazer o uso desse presente que recebemos pelos nossos antepassados. E consequentemente deixaremos para os nossos sucessores de presente um caos, uma sociedade egoísta que faz do uso da tecnologia, da liberdade de expressão, um meio de favorecer apenas o comércio com todas as futilidades que a globalização tem a oferecer. Não que a globalização seja um fator ruim, é que todos os projetos que vieram para facilitar o relacionamento interpessoal tiveram interpretações práticas contrárias.

A falta de interesse em fazer uso da democracia deixa que, o poder apenas em mãos de poucos continue a controlar o futuro, sem nos dar opções de escolha, mesmo sabendo que temos que temos essas tais opções. A educação ou a falta dela é uma das conquistas que temos que continuar a ter pois, como já disse Rousseau, um clássico educador político: “A pátria não subsiste sem liberdade, nem a liberdade sem a virtude, nem a virtude sem os cidadãos (…) Ora, formar cidadãos não é questão de dias, e para tê-los adultos é preciso educá-los desde crianças” (Sur L´économie politique).

A maioria da pessoas acreditam que só pelo fato de votar exercem sua democracia, mas democracia é mais que apenas escolher quem será o nosso representante, pois o seu real conceito nos diz que o objetivo é “governar para o povo e com o povo“, e não como vemos na realidade em que escolhemos os representantes para tomar as decisões por nós da maneira que acham. E nós vemos isso tudo e nada fazemos..

Estamos de olhos vendados, bocas tapadas e mãos presas para toda e qualquer ação…


Dias sim.. dias não..

novembro 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Aqui se encontra..

Twittandooo..

Remexendo nas gavetas